quinta-feira, 31 de março de 2011

Canção (Cecília Meireles)

Canção (Cecília Meireles)



Não te fies do tempo nem da eternidade,que as nuvens me puxam pelos vestidos

que os ventos me arrastam contra o meu desejo!

Apressa-te, amor, que amanhã eu morro,que amanhã morro e não te vejo!

Não demores tão longe, em lugar tão secreto,nácar de silêncio que o mar comprime,

o lábio, limite do instante absoluto!

Apressa-te, amor, que amanhã eu morro,

que amanhã eu morro e não te escuto!

Aparece-me agora, que ainda reconheço

a anêmona aberta na tua face

e em redor dos muros o vento inimigo...

Apressa-te, amor, que amanhã eu morro,

que amanhã eu morro e não te digo...

terça-feira, 29 de março de 2011

Das utopias - Mario Quintana


Se as coisas são inatingíveis... ora!
não é motivo para não querê-las.
Que tristes os caminhos, se não fora
a mágica presença das estrelas!

sábado, 26 de março de 2011

Devocional DISCÍPULOS - 26/03/11 a 02/04/11

Histórias da imaginação

Ela não sabia o que fazer, já estava completamente de saco cheio da sua vida. Não sabia o que estava acontecendo, tinha uma fé viva, mas ao mesmo tempo as coisas não aconteciam a Laureen. Acabara de completar 26 anos, formada na faculdade de filosofia. Saiu de casa aos 22 anos, foi morar com uma amiga, e se virou para conseguir pagar aluguel, faculdade, alimentação. Foram 4 anos de muita dureza, não pense você que foi fácil. Não podia namorar porque não tinha roupas adequadas, muito menos dinheiro para comprar novas. Mas conseguiu concluir essa fase de sua vida.

Laureen tem uma mente muito fértil, acredita na força do pensamento, da imaginação e tem muita fé. Ninguém sabia, até ela me contar, que sempre antes de dormir, ficava imaginando histórias em sua mente. Imaginava como seria sua vida se ganhasse na loteria, como seria sua vida se um homem lindo e rico se apaixonasse por ela. Ficava criando situações de romance em sua mente, uma forma de compensar o que não tinha possibilidade de viver naquela época. Era na mente que Laureen se realizava. Porém a história que ela mais gostava de imaginar, era a história de amor entre ela e um ator. O sonho dela era que algum ator se apaixonasse por ela, ou um cantor, enfim, alguém famoso. Sonho bobo, mas era um sonho, e isso, não é proibido!
Laureen gostava de passear no shopping, entrar nas livrarias, comprar um livro ou outro, tomar um lanche e ficar sentada observando as pessoas, os casais. E certo dia, fazendo esse passeio especial, ela se sentou para tomar seu lanche, e sentiu uma pontada em seu coração, percebeu estar carente. Ah como um abraço, um peito para deitar, um beijo e um afago nos cabelos lhe fariam bem naquela hora! Fechou os olhos e teve que pedir força a Deus, pois as crises de carência de Laureen eram por demais de doidas. De repente ela ouviu alguém pedir licença, a praça de alimentação estava lotada, ela abriu os olhos e ficou de boca aberta quando viu quem era. Lucas Ferreto estava a sua frente. Ela olhou pra um lado, olhou pro outro para ver o que estava acontecendo, ver se achava as câmeras, mas nada encontrou:

Tudo bem, claro! Pode sentar!
Obrigado! Está muito cheio isso aqui hoje ein?
Pois é...
Ah me desculpe sou Lucas, muito prazer!
Eu sei quem é você, muito prazer, Laureen.
Laureen... Nossa! Faz tempo que não ouço esse nome!
Conhece?
Sim, eu tenho uma amiga com esse nome, mas perdi contato com ela já faz anos! Sabe o que significa?
A que sempre vence.
Isso mesmo. Você deve ser uma pessoa bem sucedida então?
Laureen hesitou um pouco, não sabia ao certo o que dizer...
Então... Já conquistei algumas coisas, mas tenho muito pela frente.
Claro, Claro. Nossa estou cansado, mas feliz sabe, aqui em Curitiba o pessoal é muito tranquilo, posso sair na rua à vontade que não vem um monte de gente me cercar!
Laureen riu delicadamente:
Que bom isso né, mas também não é sempre que a gente vê um galã famoso na rua. Muito menos divide a mesa com ele no shopping!
Lucas riu alegremente, estava bem à vontade:
Ai Laureen, você parece uma moça divertida, tem namorado?
Laureen fitou bem o rosto de Lucas, procurando algum sinal de sacanagem, safadeza ou algo parecido, mas ele mordia seu sanduíche olhando pra baixo, como se estivesse esperando a resposta de uma pergunta do tipo: você gosta de queijo prato ou cheddar?
Ahnn, não tenho não.
Nossa! Como não! Uma moça tão jovem e alegre, bonita como você!O que esses curitibanos tem na cabeça?
Laureen rio nervosamente, não podia acreditar no que estava acontecendo, a essa altura, as pessoas nas mesas próximas já perceberam quem estava ali, e olhavam para os dois com olhos curiosos.
Bom, sinceramente não sei, mas creio ser um pouco culpa minha, eu me formei há pouco tempo, e durante a faculdade eu não tinha muito tempo disponível, então acabei ficando sozinha.
Hum, entendo como é. Mas Laureen, eu vou ser bem sincero a você, posso?
Mas é claro!
Eu vim a Curitiba com um propósito...
É mesmo? Sei... Ahn... Posso saber que propósito é esse?
Pode sim, mas pra isso você vai ter que me passar seu telefone e aceitar jantar comigo hoje à noite.
Laureen ficou séria, definitivamente não podia acreditar que estava sendo convidada pelo homem mais cobiçado do Brasil para jantar.
Bem, ahn, nossa Lucas! Desculpa parecer meio boba, mas isso não seria imprudente? Pois não te conheço, você não me conhece, e... Não sei se devo.
Silêncio
Lucas olhou bem dentro dos olhos de Laureen e disse:
Laureen, estamos aqui há poucos minutos e você me fez rir, não me paquerou, não fez escândalo, se manteve calma e serena como se me conhecesse a vida toda, me deixou a vontade, você consegue imaginar quantas pessoas conheço e que são assim?
Laureen não respondeu
Eu vou te respeitar se você não quiser, ficarei sentido, mas você tem esse direito.
Lucas me desculpe, mas não sei como agir, porém não posso ser tola a ponto de deixar passar esse encontro em branco, sendo assim eu vou deixar meu telefone, você vai me ligar e vou fazer um teste.
Teste? Como assim?
Já assistiu a um filme chamado “escrito nas estrelas”?
Claro! Ótimo filme! Ahn... Acho que estou entendendo...
Laureen riu docemente:
Você vai me ligar e se você me convidar para ir ao restaurante que acabei de pensar, eu aceito.
Pensei que você ia dizer que eu seria o homem da sua vida caso eu escolhesse esse restaurante...
Desculpa, mas talvez a escolha do restaurante fosse apenas uma coincidência. É pouco para provar alguma coisa.
Tudo bem então, aceito o desafio. E... Espero de verdade acertar o restaurante... Alguma dica?
Laureen riu novamente
Não! Vamos deixar nas mãos de Deus. E agora eu preciso ir, tenho um compromisso marcado.
Salão de beleza?
Não, clube do livro... Você acha que eu preciso de salão?
Não... É claro que não... Você é...
Foi um prazer Lucas, o telefone está no papel sobre a mesa! Até logo ou adeus.
Laureen saiu rapidamente...
Lucas terminou a frase depois que Laureen saiu:
Linda... Garota você é linda... (26.03.11)


(12.07.13) Laureen não viu nem ouviu a voz de Lucas Ferreto por mais de dois anos. O que você imagina que Laureen pensou e sentiu dois dias depois? Sete? Um mês? Vergonha, tristeza, raiva, rejeição... Enfim, um belo mix de sentimentos destrutíveis. Mas passou.

Não passou?

Claro que não, para um coração puro e ingênuo como o dela e para uma mente embriagada de livros de romance, Laureen jamais esqueceu Lucas Ferreto. Ele habitara em seus sonhos por todo esse tempo, muitas histórias foram criadas com a imagem dele em sua mente. Muita lágrima rolou ao citar silenciosamente: Lucas... Lucas... Lucas Ferreto antes de adormecer.  

O que Laureen fez por esses dois anos? Ah! Muita coisa. Ela me contou que está muito feliz com a promoção que recebeu em seu trabalho, coordena vários projetos educativos na área de filosofia, recebeu vários convites de outras instituições, mas não aceitou. A impressão que deu a ela é que o mundo estava finalmente percebendo a necessidade de refletir sobre tudo, sobre a vida, sobre a morte, sobre o casamento, sobre o amor, enfim sobre tudo que diz respeito ao universo humano.

Mas e o que diz respeito ao coração dela? A única resposta é: Lucas Ferreto. E você ousa acreditar que ela ainda espera a ligação dele? Espera encontrá-lo e com ele viver um grande romance. Laureen... A que sempre vence...

Atento e curioso leitor, ontem eu falei com Laureen e tenho novidades. Vou te dar algumas opções para que você tente acertar o que aconteceu, é emocionante não é? A dúvida... O medo... A surpresa. Ui que arrepio...!! Eu estou, não sei você! Curiosa e ansiosa eu não estou porque já sei o que aconteceu, mas essa sensação de saber que você, leitor, está curioso gera uma adrenalina incrível!! Bem, vamos lá...

Preciso de um chá... Já volto.

Passei pela sala e fiquei para ver o jornal, só desgraça... Você não acha? Por que não noticiam casamentos de pessoas comuns, nascimentos de pessoas comuns, aumento de salário, reconciliação de familiares. Que pobreza de espírito.

Laureen jamais esqueceu Lucas Ferreto como eu já havia contado, ela tentou fazer contato com ele algumas vezes via facebook, mas sem sucesso. Você acredita mesmo que essa gente famosa perde tempo respondendo fãs neuróticas e carentes via face? É claro que não.

Bem, ontem, isso ela me contou hoje, a pouco, veio aqui em casa e sua cara estava péssima. Apareceu pra me contar que estava no horário do almoço, sem nada pra fazer, pois é, filósofos também ficam sem nada pra fazer ou pensar. Estranho né? Eu acho. Ela estava então lendo algumas notícias no portal do msn.com.br, sabe aquelas fotinhos com fofoca do mundo dos artistas? Então, bem esse. E adivinha?
Opções: (1) noticiaram a morte de Lucas Ferreto, (2) Anderson Spider Silva foi derrotado de bobeira e perdeu o cinturão de campeão, (3) Dilma vai se casar numa imensa festa na Alemanha, com um Francês. Três opções estão de bom tamanho. Qual delas você acha que foi verdade?

Aposto que você deve estar triste imaginando que Lucas Ferreto morreu. Mas não foi isso não, Anderson Spider Silva foi derrotado numa luta contra um americano. Que coisa triste né? Fazer o quê? Um dia a gente perde. Todo mundo perde.

Na verdade a opção real eu não coloquei, você iria acertar com muita facilidade. O que de fato aconteceu foi que Lucas Ferreto se casou e o portal de fofocas fez uma enorme cobertura com fotos do casal, dos convidados e da festa. Imagina o luxo. Foi lindo. Mas não para Laureen. O sonho dela completamente desfeito e destruído. Não conseguia imaginar seu amado casado com outra mulher. Por mais de dois anos ela foi casada com ele, na mente dela. As coisas que eles fizeram juntos eu não conto. Dá vergonha... Ele é safadinho...

Pois bem querido leitor, decepcionado? Não fique assim, novela é novela, filme é filme, nem toda ficção tem que ser ficção, um choque de realidade às vezes faz bem.

Hoje à noite eu combinei de levar Laureen para jantar fora, no mesmo shopping em que ela conheceu Lucas, e de preferência sentar no mesmo lugar daquele dia. O quê? Você acha impossível? Claro que não, ela tem feito isso todo final de semana nos últimos dois anos, já chegou a pagar para um casal sair de lá e ceder o lugar a ela. Sério mesmo. Não quer acreditar o problema é seu!

Bom, vou lá me arrumar e se eu tiver algo legal para contar amanhã sobre ela, eu volto. Se essa história acabar por aqui, já sabe.

Algumas horas depois...

Olha gente, opa, querido leitor, eu realmente não imaginava que voltaria para escrever sobre ela, ainda mais hoje, poucas horas depois de finalizar o relato. Mas é que aconteceu algo surpreendente. Enquanto estávamos jantando, e por sinal estava ótima o sanduba de salmão que eu pedi... Hummmmm, o telefone da Laureen tocou, sim, ela manteve o mesmo número de telefone de dois anos atrás e sim, era Lucas Ferreto.

Laureen não sabia muito bem o que falar, apenas ouviu por longos minutos e disse: tudo bem, eu entendo, acontece que eu nunca te esqueci, aprendi a te amar mesmo distante. Consegue conviver com isso? Pois eu penso que o Lucas Ferreto que eu conheci há dois anos não poderia jamais conviver. Ela ouviu silenciosamente mais alguns minutos e por fim disse: te espero.

Eu olhei com cara de espanto e muito curiosa, fiquei esperando ela me contar o que aconteceu e quem era ao telefone (pois até então eu não sabia, mas podia imaginar levando em conta o teor da conversa. Palavra bonita não? teor.). Então Laureen? Vai me contar ou...

Era o Lucas.
Ferreto?
Sim
É? Aí?
Aí que ele anulou o casamento e vem me encontrar.
Fiquei uns dois minutos tentando entender, por conta própria, o que ela disse, mas não deu.
Explica.
Ele quis me ligar naquela noite, mas o agente dele não permitiu, disse que era loucura se aventurar com uma desconhecida e que poderia trazer algum dano para a carreira dele.
Nossa! Nada a ver.
Nada a ver mesmo Penélope, mas foi o que ele me disse.
Mas era só ele ter ligado assim que esse cara o deixa-se só!
Sim, acontece que o tal agente pegou o papel da mão dele muito rapidamente, o Lucas tentou pegar o papel de novo e rolou uma briga feia entre os dois, soco, porrada mesmo, foi um escândalo no hotel, mas a imprensa não ficou sabendo, muitos nomes envolvidos, sabe como é.
Saber eu não sei, mas imagino, essas coisas acontecem em filmes.
Verdade.
E o resto.
Bem, ele foi obrigado a esquecer do assunto, e seguiu sua vida como eu pude ver acompanhado as notícias sobre ele. Mas, segundo ele, depois de casar, ele caiu em si e percebeu que não era o que queria. Anulou o casamento e está vindo para Curitiba me encontrar para conversarmos e ver se o que sentimos aquela noite ainda existe.
Uau... Que coisa estranha. Onde vão se encontrar?
Aqui mesmo, mas amanhã.
Ah. Lógico, que criativo.
Fazer o quê.
Engraçado como você pode manter a calma numa situação dessas. Fala com voz controlada, não demonstrou alteração de emoção... Você está bem?
Não estou bem há dois anos Penélope, aprendi a controlar meus sentimentos e emoções, sou filósofa esqueceu? Reflito muito sobre mim mesma. Só não controlo os pensamentos, mas esses... Esses são só meus.
Hum... Está bem então.
Já sabe que roupa vai usar amanhã?
Não faço ideia, depois penso nisso.
Ei!!
Credo guria! Que susto! O que foi?
É que me ocorreu um pensamento...
Hum. Diga.
Se o cara, o tal agente, pegou o papel com seu número e por isso ele passou todo esse tempo sem te ligar. Como ele conseguiu seu número de novo?
Laureen olhou bem para mim, fez um suspense (detesto quando ela faz isso) e disse:
Simples ué? Ele decorou.

Nossa conversa sobre isso encerrou ali, definitivamente. Eu sei que você está se perguntando o porquê o Lucas não ligou antes para ela, sendo que ele havia decorado o número dela. Poxa, que merda de sacanagem esse cara fez com ela. Mas eu não vou me meter, eles que se entendam. Isso sim parece história de novela mexicana. Coisa esquisita. Bem, eu vou dormir, porque já é de madrugada. Não vou procurar Laureen, esse cara me deixou irritada, muito babaca, fazer a menina sofrer dois anos e agora vem para Curitiba para enrolar ela de novo. Saco mesmo! Estou muito de cara...

Olá leitor, a sua raiva já passou? A minha sim, e de raiva passou a dó. Vocês não sabem o que aconteceu. Não vou fazer suspense agora porque definitivamente não tem graça isso que vou contar. Mas o Lucas veio mesmo encontrar a Laureen, jantaram e foram para um hotel. Ela o matou lá. Sério gente, está em todos os jornais, difícil de imaginar. Minha amiga, calma, centrada, lógica, fria e ferida. Ferida na alma. Ela está desaparecida, deixou um recado ao lado do corpo: como pôde? Como? Saber meu número e nunca me ligar! Pro inferno com contratos, pro inferno com dinheiro, eu só queria te amar, ser amada. Você não roubou apenas dois anos da minha vida, da minha paz, do meu amor, você roubou a minha vida inteira, pois agora levo comigo não mais seu amor ou o amor que tenho por você, não carrego mais você apenas em meu coração, mas carrego o seu sangue em minhas mãos. Adeus.

Nem sei mais o que dizer, essa história mistura ficção com vida real, mas... Se Laureen estivesse aqui comigo ela diria: e existe diferença entre os dois? Não. Coisas acontecem todos os dias, basta a gente tentar não entender tudo, porque não dá. Eu não entendo, não sei você.






By Julie de Pádua